[ Fechar ]

17:48 Terça-feira, 27 de Junho de 2017


Entretenimento - CURIOSIDADES


Confira uma curiosidade sobre o cemitério de Arapongas


image-1

Quando se trata de Arapongas, logo vem à lembrança de que é a “Cidade dos Pássaros". O município colonizado pela Cia de Terras Norte do Paraná, foi projetado e recebeu essa denominação por ser a cidade dos pássaros. Suas primeiras ruas foram assim batizadas em homenagem ao mundo alado, ou seja, dotado de asas.

A nossa cidade é o único município brasileiro a ter “todas” as ruas, avenidas e travessas com nomes de pássaros, tornando-se conhecida nacionalmente como a “Cidade dos Passarinhos”. Isso já não é mais novidade para os habitantes daqui que já se adaptaram com nomes do tipo: pica-pau, papagaio, periquito, rolinhas, tucanos, pombas, e ainda, carrapateiro, amassa barro, choca, galinhola, pato bravo do mato, entre outros. Pela cidade, ainda vários bairros levam o nome das aves, como Conjunto Andorinhas, Águias, Flamingos, Gralha Azul e outros.

Mas para quem pensa que a figura dos pássaros está presente apenas nas ruas e bairros de Arapongas, se engana. A capela mortuária municipal vista de cima corresponde a um pássaro com as asas abertas. O mais curioso e que talvez a maioria da população da cidade nem saiba, é que o Cemitério Municipal de Arapongas também corresponde a um pássaro. A ideia dos colonizadores ao projetar o primeiro cemitério talvez fosse de um pássaro com as asas abertas, no intuito de representar uma asa delta.

Essa concepção mudou com as alterações que aconteceram no Cemitério Municipal. Hoje, quem circula por suas ruas internas, jamais poderia imaginar que estivesse pisando sobre uma asa ou até a garganta do pássaro que simboliza o município. E uma minoria que um dia ouviu falar sobre esse assunto, talvez ainda pense que o desenho do cemitério seja o pássaro com as asas abertas e uma das asas a parte que faz divisa com a Rua Tangará e a outra com a Gaturamo.

Engana-se redondamente, já que de uma visão aérea, o muro da Rua Tangará corresponde aos pés e o muro da Gaturamo às asas. O primeiro cruzeiro, as costas, o segundo a garganta e a parte nova do cemitério corresponde à cabeça do pássaro.

Vale ressaltar ainda que essa concepção sobre os pássaros na cidade de Arapongas, além de curioso, é história. Ela deve ser preservada e levada adiante, e o nosso cemitério que além de guardar os restos mortais de nossos entes queridos, também é um ponto de referência para nossa cidade.

Confira a imagem do cemitério abaixo!

Você já conhecia essa história? O que acha desta curiosidade? Deixe seu comentário!

Caso você tenha uma história para contar, entre em contato com o Portal Dia a Dia Arapongas através do número (43) 9906-7708 ou do e-mail diaadiaarapongas@hotmail.com. Sua história pode ser publicada em nosso portal.

Por: Marcelo Rissato / Jornalista – MTB: 64479/SP

Mais imagens



18 Agosto, 2016 - as 14:08

Por : Eduardo


Comentários

[ Fechar ]