[ Fechar ]

09:33 Sexta-feira, 21 de julho de 2017


Notícias - Arapongas


Marcado o julgamento da araponguense que tinha caso com genro e seria cúmplice do assassinato da própria filha

image-1

Foi marcado para o dia 21 de fevereiro de 2017 o julgamento dos três acusados de envolvimento no homicídio que vitimou a jovem Jéssica Ananias da Costa, de 22 anos, ocorrido em maio de 2013, na cidade de Apucarana.

Além da ex-moradora de Arapongas, a mãe de Jéssica, Celia Forte, 50 anos, que, segundo a acusação, mantinha um caso extraconjugal com o genro, o marido da moça, Bruno José da Costa, 29 anos e um terceiro rapaz, Bruno Cezar Albino, 23 anos, apontado como cúmplice, sentarão no banco dos réus.

O crime

Jéssica foi assassinado com 25 golpes de faca na madrugada de 9 de maio. Na época, o delegado responsável pelo caso Ítalo Sega, concluiu que a mãe da jovem teria participado do planejamento do crime que vitimou a filha junto com autor do homicídio, o próprio marido de Jéssica, o bacharel em Direito Bruno José da Costa, de 26 anos, com que Célia mantinha um relacionamento amoroso há quatro anos.

Ainda segundo Sega, a filha chegou a dar uma surra na mãe quando soube da traição. Jéssica teria afirmado que não permitiria que eles ficassem juntos, o que teria motivado o marido a cometer o crime.



Mais imagens

22 Novembro, 2016 - as 10:15

Por : Redação Dia a Dia Arapongas


Comentário(s)


Notícias relacionadas




[ Fechar ]